R. Dona Adma Jafet , 115, Bela Vista | Hospital Sírio-Libanês - São Paulo 11 3394.5007 contato@ortopedistajoelho.com.br


Ortopedista de Joelho para Idosos

Todo indivíduo com 60 anos ou mais é, por definição, idoso. Apesar do estigma cultural de ser oficialmente considerado “velho”, cresce cada vez mais o número de pessoas com mais de 60 anos que estão “muito bem, obrigado!”. Vemos o aumento progressivo de idosos ativos, realizando atividades intelectuais e físicas, e demonstrando invejável vigor físico. No entanto, continua essencial ter um ortopedista de joelho para idosos de confiança.

Essa característica mais moderna dos nossos idosos nos levaram a conceituar um pouco diferente os idosos e abrir uma nova categoria que chamamos de “super idosos”, que são indivíduos com 80 anos ou mais e que têm vigor físico semelhante aos idosos (de 60 anos ou mais) do passado.

Isso não repercutiu somente nas relações sociais, mas também na forma como tratamos, na medicina, os nossos idosos. Tratamentos que antes reservávamos para os “jovens”, menores de 60 anos, hoje estamos ampliando para alguns de nossos pacientes idosos.

Doenças mais comuns em idosos no consultório do ortopedista

Apesar da mudança paulatina das características dos nossos idosos, existem ainda doenças que são mais prevalentes (i.e., ocorrem mais) em indivíduos com 60 anos ou mais, dentre as quais destaquei as que mais chegam para eu avaliar no meu consultório de ortopedia:

  • Artrose (desgaste da articulação);
  • Osteoporose;
  • Insuficiência óssea com edema ósseo;
  • Fraturas por fragilidade óssea (osteoporose);
  • Sarcopenia (perda de massa muscular).

Cuidados especiais no tratamento de idoso com doença ortopédica

O primeiro item importante é a necessidade do acompanhamento conjunto do ortopedista de joelho para idosos com o médico geriatra. É extremamente comum o idoso apresentar outras comorbidades (i.e., outras doenças) além do problema que o motivou a procurar o ortopedista, sendo as mais comuns a hipertensão arterial sistêmica (“pressão alta”), o diabetes mellitus e doenças do coração.

O segundo item importante é o acompanhamento do idoso, especialmente o super idoso, por algum familiar ou responsável de confiança. É comum o paciente esquecer das orientações fornecidas pelo médico, ou não entender bem as orientações da consulta (por surdez, ou outra dificuldade), ou mesmo ficar envergonhado por “estar dando trabalho a terceiros”. Inclusive há muitos idosos que, mesmo apresentando as limitações inerentes à senilidade, fazem questão de morar sozinhos e resolver seus problemas sem ajuda de terceiros.

Procedimentos
Cirúrgicos

O Dr. Carlos Vinícius é médico especialista em ortopedia, sendo referência no tratamento de diferentes tipos de lesões de joelho. Se procura por um atendimento humanizado e um profissional altamente capacitado, agende sua consulta. Veja abaixo quais são as principais lesões operadas e tratadas pelo Dr. Carlos Vinícius.

Osteoporose

Mulheres a partir dos 65 anos e homens a partir dos 70 anos apresentam ...

Perguntas
Frequentes

Ambas são doenças tipicamente dos idosos, embora possam ocorrer também em pessoas mais jovens. Porém, enquanto a osteoporose é uma doença silenciosa, a artrose é uma doença dolorosa desde o início. A osteoporose é a deficiência na arquitetura dos ossos, que se tornam menos resistentes. A artrose, por sua vez, é o desgaste da cartilagem que recobre os ossos. Portanto, a osteoporose é uma doença do osso, ao passo que a artrose é uma doença da articulação.
Coluna vertebral (vértebras torácicas e lombares principalmente); Quadril: fratura do colo do fêmur e região transtrocanteriana (também chamada de intertrocantérica ou pertrocantérica); Punho: fratura do rádio distal.
Para prevenir a osteoporose e as fraturas decorrentes dessa condição, a primeira coisa é ter hábito de vida saudável desde a mocidade (alguns exemplos): Alimentação variada, com boa oferta de proteína, cálcio e demais nutrientes; Prática sistemática de atividade física; Exercitar o intelecto: pessoas mais ativas intelectualmente se tornam idosos mais ativos e menos propensos a sofrer fraturas por osteoporose; Evitar abuso de álcool; Não aderir ao tabagismo.
Mulheres, principalmente se tiver menopausa precoce; Baixa massa corporal (pessoas muito magras); Histórico familiar de fratura por osteoporose; Tabagistas; Sedentários; Doenças que atrapalham o metabolismo ósseo (ex.: artrite reumatoide, doenças renais, doenças pulmonares, etc.); Uso de corticoides (ex.: prednisona, metilprednisolona) por mais de 3 meses; Alcoólatras; Má nutrição.
O principal ponto do tratamento da osteoporose é seguir as recomendações de prevenção, pois nunca é tarde para aderir a hábitos de vida saudáveis. Dentre eles, a prática de atividade física é o hábito de maior impacto positivo para prevenir fraturas.

Entre em
Contato

Ainda tem alguma dúvida sobre como o Dr. Carlos Vinicius pode tratar a sua lesão? Preencha o formulário abaixo e nos envie uma mensagem!

Enviar

Receba Gratuitamente Nossa

Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter e receba gratuitamente nossas novidades, dicas e informações.

Gostaria de agendar e receber uma chamada em outro horário?

Você já é a 5 pessoa a solicitar uma ligação.

Deixe sua mensagem! Entraremos em contato o mais rápido possível.

Você já é a 3 pessoa a deixar uma mensagem.

Powered by: