R. Dona Adma Jafet , 115, Bela Vista | Hospital Sírio-Libanês - São Paulo 11 3394.5007 contato@ortopedistajoelho.com.br


Lesão do Ligamento Cruzado Anterior em Atletas

O ligamento cruzado anterior (LCA) é o ligamento que mais sofre lesão no joelho em atletas (profissionais e amadores). Podemos, inclusive, dizer que ele é o terror dos atletas, porque sua lesão os incapacita imediatamente de continuar a atividade esportiva e requer longo período de reabilitação (cerca de 1 ano).

Nos noticiários esportivos, observamos muito a lesão do LCA relacionada ao futebol, mas atendo pacientes de diversas modalidades esportivas, mesmo as que raramente são noticiadas na mídia. A ruptura pode ocorrer em qualquer atividade que envolva giros, mudanças rápidas de direção e desaceleração abrupta.

Alguns exemplos:

  • Artes marciais (ex.: capoeira, jiu-jitsu, judô, karatê, kung fu, taekwondo);
  • Basquete;
  • Handball;
  • Rugby.

A lesão do ligamento cruzado anterior em atletas também não é exclusiva das modalidades coletivas. O atleta pode machucar o ligamento mesmo nas atividades individuais sem ter nenhum contato físico com outro atleta, e sem sofrer nenhum trauma (queda, escorregão, etc.).

Exemplos de modalidades sem contato direto com outro atleta:

  • Danças (ex.: Ballet);
  • Ginástica olímpica;
  • Tênis;
  • Tênis de mesa;
  • Vôlei.

Como é o tratamento da lesão do ligamento cruzado anterior em atletas? Precisa operar sempre?

O atleta e todo o pessoal que está em sua volta (patrocinadores, equipe, treinador...) anseiam pelo rápido retorno ao esporte com a mesma performance apresentada antes de sofrer a lesão. Entretanto, não existe retorno rápido ao esporte quando se trata de lesão do LCA, principalmente se houver lesão de outras estruturas do joelho.

Alguns atletas podem ser tratados sem cirurgia; porém, são casos excepcionais. Normalmente, são atletas que não praticam esportes que demandam do ligamento, não possuem outras lesões no joelho, e são aprovados numa bateria de testes que avaliam a performance. Chamamos esses atletas de “copers”, pois conseguem praticar seu esporte com o LCA rompido. Para esses atletas, o retorno ao esporte é mais precoce (menos de 3 meses). Por outro lado, a maioria necessitará de cirurgia para reconstruir o LCA, cuja reabilitação demanda maior tempo (9-12 meses).

Para todos os casos, independente se farei a cirurgia no atleta ou não, prescrevo fisioterapia imediatamente para que o atleta possa obter melhores resultados funcionais. Além disso, recomendo viscossuplementação para melhorarmos as condições biológicas da cartilagem do joelho e diminuir a chance de artrose.

Perguntas
Frequentes

Não. Devemos sempre respeitar a biologia. Se esta não for respeitada, incorremos o risco de aumentar o risco de nova lesão e, com isso, diminuir a performance. Claro que devemos e podemos otimizar o processo. Para tanto, dispomos hoje de alguns recursos comentados nas páginas desse site dedicadas aos atletas.
Não, pois o tecido lesado jamais será o mesmo. Apesar disso, podemos otimizar o tratamento para que o corpo tenha condições de recuperar a performance pré-lesão. Além do esforço da equipe multidisciplinar, alguns exemplos de otimização são as ondas de choque, viscossuplementação, plasma rico em plaquetas, entre outros.
Buscando atendimento com equipe multidisciplinar, composta por ortopedista, preparador físico, fisioterapeuta, nutricionista, etc. Deve-se evitar a automedicação, opinião de pessoas não habilitadas, e a demora na busca por tratamento.
Depende da gravidade da lesão. As lesões muito graves, por si só, impossibilitam qualquer exercício. Para as demais, fazemos o possível para manter o atleta com o melhor condicionamento físico. Verifique com o ortopedista a melhor forma de praticar seu esporte e se manter em forma.
Depende da modalidade e da posição que você atua. Algumas joelheiras podem diminuir a habilidade do atleta, por exemplo. Por isso, verifique com o ortopedista se tem indicação e, caso afirmativo, qual o tipo de joelheira você deve utilizar.

Entre em
Contato

Ainda tem alguma dúvida sobre como o Dr. Carlos Vinicius pode tratar a sua lesão? Preencha o formulário abaixo e nos envie uma mensagem!

Enviar

Receba Gratuitamente Nossa

Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter e receba gratuitamente nossas novidades, dicas e informações.

Gostaria de agendar e receber uma chamada em outro horário?

Você já é a 5 pessoa a solicitar uma ligação.

Deixe sua mensagem! Entraremos em contato o mais rápido possível.

Você já é a 3 pessoa a deixar uma mensagem.

Powered by: