R. Dona Adma Jafet , 115, Bela Vista | Hospital Sírio-Libanês - São Paulo (11) 4750-1195 contato@ortopedistajoelho.com.br


Fratura da Prótese de Joelho

A artroplastia de joelho é uma cirurgia realizada para substituir a articulação doente (com artrose) por uma prótese de metal (geralmente, liga de cromo-cobalto). Mais de 90% dos pacientes conseguem viver bem com a prótese de joelho por mais de 10 anos. Todavia, alguns pacientes sofrem complicações após a cirurgia..

Complicações possíveis após a cirurgia de artroplastia do joelho

  • Dor mesmo após a cirurgia;
  • Trombose venosa na perna;
  • Tromboembolismo no pulmão;
  • Infecção e “rejeição”;
  • Problemas de cicatrização da pele;
  • Soltura da prótese (i.e., a prótese desencaixa do osso);
  • Fraturas.

Conforme comentado na página de complicações desse site, qualquer tratamento está sujeito a complicações, seja medicamentos comuns como a dipirona, injeções diversas e procedimentos cirúrgicos. Desse modo, para indicar qualquer cirurgia, utilizamos critérios técnicos e pesamos os riscos frente aos benefícios. Estar acompanhado pelo ortopedista especialista faz toda diferença e é o recomendado antes de qualquer decisão.

Causas de fratura da prótese de joelho

As fraturas da prótese de joelho são chamadas de fraturas periprotéticas. Basicamente, ocorrem por dois motivos.

O primeiro motivo é algum trauma (pancada) que o paciente sofre e o osso (fêmur, tíbia ou patela) não aguenta e quebra.

O segundo motivo é decorrente do desgaste progressivo da prótese. Conforme a prótese desgasta, ela vai se desencaixando do osso. Por causa disso, a prótese começa a se movimentar dentro do osso, machucando-o até que ele não aguenta e quebra.

A fratura pode ser de vários tipos, o que influencia no seu tratamento. A fratura pode:

  • Ocorrer longe ou próximo da prótese sem afetar seu funcionamento;
  • Afetar o funcionamento da prótese e desprendê-la do osso;
  • Ocorrer combinada à lesão dos tendões que auxiliam a estender o joelho;
  • Ser da patela, tíbia, fêmur, ou combinação desses ossos.

Tratamento para fratura da prótese de joelho (periprotéticas)

O tratamento para fratura da prótese de joelho leva em consideração qual osso fraturou, se a prótese foi afetada e a combinação com lesão de tendões que auxiliam estender o joelho.

Opções disponíveis para tratamento:

  • Imobilização com gesso;
  • Ondas de choque;
  • Cirurgia com placas e parafusos, fios de aço, ou hastes de metal;
  • Revisão da prótese: troca a prótese antiga por uma prótese nova;
  • Reparo do tendão que estende o joelho (tendão do quadríceps ou patelar);
  • Transplante de tendão: para casos mais graves;
  • Transplante de osso: para destruição mais grave dos ossos.

Algumas opções de tratamento podem ser combinadas conforme a situação com que deparamos, por exemplo é possível realizar sessões de ondas de choque e imobilizar o joelho do paciente em casos de fraturas mais “simples” e sem comprometimento da prótese; ou realizar a revisão da prótese e transplantar um tendão em casos com desencaixe da prótese e lesão grave dos tendões que auxiliam a estender o joelho.

Perguntas
Frequentes

Não. Mesmo se optado por não operar o joelho, é necessário reabilitar (fazer fisioterapia) antes de qualquer coisa.
Com a lesão de algum ligamento importante do joelho (ex.: o ligamento cruzado anterior, ligamento colateral lateral, etc.), o joelho se movimenta anormalmente. Por conta disso, o joelho desgasta mais rápido, processo esse conhecido como artrose.
O joelho lesado não será exatamente como antes, mas com a cirurgia é possível retomar as atividades do dia-a-dia e recuperar a qualidade de vida. Não tratar (com ou sem cirurgia, conforme a indicação) significa condenar de vez a saúde do seu joelho.
Nem sempre. Nos casos em que o tempo de cirurgia se prolonga muito, é comum realizarmos o tratamento em duas etapas para minimizar os riscos de infecção, trombose, etc. Verifique o seu caso com o especialista em cirurgia do joelho.
Não há urgência para reconstruir os ligamentos do joelho, a não ser em casos com fratura. Ao contrário, na maioria dos casos é recomendado aguardar alguns dias antes de operar para melhorar os resultados e minimizar os riscos de complicações.

Entre em
Contato

Ainda tem alguma dúvida sobre como o Dr. Carlos Vinicius pode tratar a sua lesão? Preencha o formulário abaixo e nos envie uma mensagem!

Enviar

Receba Gratuitamente Nossa

Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter e receba gratuitamente nossas novidades, dicas e informações.

Gostaria de agendar e receber uma chamada em outro horário?

Você já é a 5 pessoa a solicitar uma ligação.

Deixe sua mensagem! Entraremos em contato o mais rápido possível.

Você já é a 3 pessoa a deixar uma mensagem.

Powered by: